quinta-feira, 28 de julho de 2016

Por que meus planos sempre são mudados?



Não sei por que meus planos sempre são mudados de rumo e direção. Assim meus projetos deixam de ser realizados. Em 2013 a 2014 tive uma grande crise financeira devido a um problema de saúde inesperado. Tive de fazer alguns implantes dentários que doeram no bolço e na carne. Isso me levou a desviar o rumo de um sonho que já parecia realizado. Trata-se da publicação de um dos meus livros em uma boa editora para ser vendido em todo país.

Fiquei muito frutado com o ocorrido que durou cerca de dois anos. Com isso aprendi a ser um pouco economista para sair da crise que parecia sem fim. Ao chegar em 2015, eu a superei e fiz novos projetos para publicar um livro e também de me mudar de residência. Cheguei até a pensar em vender meu imóvel para comprar outro em um bairro diferente e a aplicar uma parte no trabalho de Deus na pregação do Evangelho, mas nem isso deu certo.

Creio que essa crise se deve a Copa do Mundo de futebol, sediado aqui no Brasil, que deixou o país falido financeiramente, deixando os negócios totalmente parados, com uma taxa de desemprego que há três décadas não havia atingido. Esse colapso é comparado a um paciente na U. T. I., sem esperança de reação. Com isso, as transações financeiras pararam totalmente e fiquei sem forças para sonhar e realizar o que tinha deixado para trás.

Após 2015, veio o novo ano e com ele novos sonhos, novos objetivos, novas esperanças, novos projetos para tentar tudo de novo. Quando eu já estava equilibrado para voltar aos projetos e a editar o livro para realizar meu sonho, fazendo minha alegria fluir com autoestima, nada deu certo. Nossos pensamentos nem sempre se realizam como queremos. Surgiu um fato não esperado e perigoso que me deixou assustado e inseguro para a mudança de residência, desviando todo o rumo da minha vida imediatamente.

O que me resta é estudar para adquirir conhecimento e pensar melhor, ocupando minha mente, evitando preocupações. Meus sonhos e aspirações se apresentam como o mercúrio: ele permanece palpável quando lhe toco com as mãos abertas, mas basta agarrá-lo com mais força para velo escapar por entre meus dedos.

Termino lhes confessando que não entendo o que está acontecendo e fico muito triste e abatido com tudo isso. Mas, como um guerreiro, não me entrego ao fracasso. Mesmo fraco e decepcionado, levanto a cabeça e olho para o novo amanhecer que ainda virá. O amanhecer é a maior prova de que tudo na vida tem uma segunda chance. Então jamais pensarei em desistir. Lutarei por cada sonho, cada projeto, com a certeza que eu sou capaz de vencer e realizar. Vou conseguir vencer os obstáculos que vierem pela minha frente. No meu deitar penso no nascer do sol que segue seu destino até chegar ao anoitecer.

Eu sou esse sol. Mesmo com tantas interrogações.  Meu Deus, por que meus planos sempre são mudados? Não tenho resposta.

                                                                Autor (M. P. S.)            

Um comentário:

  1. O importante é que continuemos perseverando

    ResponderExcluir