sábado, 6 de setembro de 2014

Como faço para ser feliz na minha velhice?



Esta foi uma pergunta que várias pessoas me fizeram após uma palestra sobre como envelhecer de forma saudável. Eu respondi que há várias maneiras para se preparar e ter uma velhice saudável, dentre elas, há duas que são cruciais: (1) buscar e acreditar em Deus, seguindo seus conselhos (e mandamentos) para ser feliz; (2) fazer a sua parte, dormindo bem, se alimentando corretamente e fazendo um pouco de exercícios para que o corpo funcione bem.

Mas não devemos nos enganar com receitas para felicidade. Segundo Mirian Goldenberg, não há um modelo de felicidade preestabelecido. Para a antropóloga:

As pessoas que imitam a forma de vida e o modelo de felicidade de outra pessoa não são como Sócrates. Pelo contrário, elas traem a receitas de felicidades dele. Precisamente porque o segredo de Sócrates pode ser traduzido de uma maneira simples: para cada ser humano há um mundo perfeito a ser construído especialmente para ele. Sócrates considerava que o segredo da sua felicidade estava no fato de ele próprio, por sua própria vontade, ter criado a forma de vida que ele viveu.

Não existe um modelo de “bela velhice” a ser imitado por todos. A beleza de cada velhice está, exatamente, em sua singularidade, na possibilidade de ser criada, plenamente, por cada um de nós.

O significado de cada forma de vida está inscrito na trajetória de cada indivíduo, em suas escolhas, em seus valores, em seus desejos, que são belos exatamente por serem únicos. A “bela velhice” não é apenas uma utopia a ser sonhada, mas um projeto a ser realizado por cada um de nós. Quero enfatizar que acredito que ter um projeto de vida que culmine em uma “bela velhice” não é um caminho apenas para celebridades. Muito homens e mulheres que pesquisei encontraram o significado da própria vida em coisas simples. Eles e elas são felizes fazendo o que gostam, seja cuidar da casa, cuidar dos filhos ou dos netos, cuidar dos cachorros ou dos gatos, viajar, estudar, trabalhar, escrever, ler e tantas outras escolhas possíveis. Muitos gostam e querem continuar fazendo coisas que sempre fizeram.

Segue um interessante relato veiculado pela Rede TV, em setembro, 5. Um homem de aproximadamente 60 anos estava internado para fazer um transplante. Seu estado agravou-se, e ele precisou ser encaminhado para U.T.I.. Ele pediu aos médicos para falar com seu cão como um último desejo antes de morrer. Como não havia chances de permitirem a entrada de cães no hospital, os médicos lhe proporcionaram o encontro via webcam. Apesar do aparelho, o cachorro ao ver seu dono o conheceu e começou a latir. Enquanto ao paciente, ele começou a melhorar e pediu que trouxessem seu cachorro para vê-lo e conversar com ele.

O hospital não permitiu e ele foi transferido para um outro que recebia visita com animais. Foi um encontro muito comovente. A veterinária que acompanhou o cão não se conteve com os dois e se apaixonou pelo paciente e já falam em casamento após alta. O repórter perguntou ao paciente: “O seu amigo cachorro além de lhe salvar, ainda foi seu cupido?” Ele respondeu: “No dia do casamento ele vai entregar as alianças e será meu padrinho de casamento.

Queridos leitores, pensem nisso e ponham em prática algumas dessas dicas para terem uma velhice saudável. Eu estou tentando fazê-lo. Te aconselho a não desviar-se de seu foco, da meta que você acredita.


2 comentários:

  1. Muito tocante a história do paciente e seu cachorro. Espero que em minha velhice possa desfrutar de coisas SIMPLES E SINGULARES, que possa dividi-las com alguém e com minha família amada! Bons conselhos, já que estamos indo para esta fase, em nossa vida! Acredito nisto e tenho como foco o apoio de NOSSO Deus.

    ResponderExcluir
  2. EDNA DE ALMEIDA vieira7 de setembro de 2014 19:50

    GOSTEI DA MATÉRIA.Verdadeiramente não podemos desviarmos do nosso foco, mesmo diante das circunstâncias devemos perserverar, eu vou focar em todos meus sonhos e sei que vou conseguir, porque a palavra de DEUS diz .AGRADA -TE DO SENHOR E ELE SATISFARÁ OS DESEJOS DO SEU CORAÇÃO . EDNA ALMEIDA

    ResponderExcluir